terça-feira, 16 de dezembro de 2014

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: RECEBA MATERIAIS E INFORMAÇÕES EM SEU E-MAIL

Olá, tudo bem? Meu nome é Emílio Figueira e, dentre outras coisas, tenho me dedicado muito nos últimos anos a produzir conhecimentos materiais sobre EDUCAÇÃO INCLUSIVA. Agora meu próximo passo é criar uma lista de pessoas ligadas à temática para que elas comecem a receber por e-mail dicas, informações, materiais, palestras virtuais e cursos, dentre outras coisas que possam enriquecer ainda mais os nossos ideais inclusivos! Para isto, peço que se inscreva nestes três campos abaixo e confirme no botão verde. Pode confiar, é seguro:

domingo, 5 de outubro de 2014

Educação Inclusiva - O ensino de qualidade deve ser para todos


Na última década o ensino no Brasil sofreu mudanças, a educação inclusiva está se tornando mais forte e sendo mais praticada a cada dia. Antes o ensino era dividido em regular e especial, hoje esta separação não acontece mais. E realmente é esse o objetivo: fazer com que a escola seja um lugar para todos.

laramente, com esta junção as instituições tiveram que se adaptar, pois os alunos podem ter dificuldades em diversos níveis e cada um com a sua individualidade. Gestores, professores, coordenadores pedagógicos e assessores devem se preocupar em ter um planejamento para que todos sejam atendidos com qualidade e possam progredir.

A HUMUS realizará o Seminário “Desafios e Conquistas da Educação Inclusiva”, no dia 23 de outubro de 2014, no Hotel Park Inn – São Paulo / SP. Todos os responsáveis por este planejamento estão convidados a participar e conhecer na prática este assunto tão importante para a educação.

Será um dia de muito aprendizado, onde a programação foi elaborada, com o maior cuidado, para que se entenda como adequar a sua escola em todas essas necessidades.  O início irá mostrar a inclusão de fato e formas de tirá-la do papel, como instruir o professor, as novas demandas do dia a dia escolar e qual o papel do gestor nessas mudanças. Também será falado sobre as atualizações necessárias no currículo e material didático como uma estratégia inclusiva, incluindo a apresentação da Cartilha Autismo e Educação, e sobre as Políticas Públicas da educação inclusiva. Já na parte da tarde, serão apresentados dois cases de sucesso: um do Colégio Paulicéia, que trabalha a inclusão de maneira exemplar,  e o outro da Ser Especial, sobre a inclusão no mercado de trabalho pelos sistemas de cotas.

Todos os leitores que se interessarem possuem 10% de desconto. Para isso, basta inserir o código “EDU-INC” na ficha de inscrição.

Para mais informações, acesse: www.humus.com.br/forum ou entre em contato com a HUMUS: 11 5535.1397 | humus@humus.com.br

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Educação Inclusiva: A importância da família na educação de crianças com deficiência



Portal R7 - 17/09/2014

Escrito de forma descontraída, o livro “Conversando sobre educação inclusiva com a família” é destinado a pais e cuidadores, apontando o quanto será fundamental o envolvimento de todos, uma vez em que professores e diretores não promovem a inclusão de uma criança com necessidades educacionais especiais sozinhos

A Educação Inclusiva ganhou forças nos anos 1990. “Antes, pessoas com deficiências eram habilitadas ou reabilitadas para fazer todas as coisas que as demais por meio da integração social e passavam a conviver conosco em sociedade. Agora, na inclusão escolar e social, as iniciativas são nossas. Somos nós que estamos nos preparando, criando caminhos e permitindo que elas venham conviver conosco. Por este motivo, cada vez mais vemos crianças e pessoas com deficiência em nossas escolas, nos espaços de lazeres e em todos os lugares da vida diária”, explica o especialista e psicólogo educacional Emílio Figueira.

Por ter uma asfixia durante o parto, Emilio Figueira, 45 anos, adquiriu uma paralisia cerebral, comprometendo sua falar e movimentos. Passou toda a década de 1970 dentro de uma instituição de educação e reabilitação de pessoas com deficiência. Só que naquela época o regime era totalmente fechado. Foi quando, aos 11 anos de idade, ao ser transferido para uma escola regular, a Educação fez toda a diferença em sua vida. Pelos estudos, atingiu degraus imagináveis para uma pessoa com uma deficiência como a sua, hoje tendo dois doutorados.  Considerado uma referência em Educação Inclusiva no país, Figueira é autor de livros como “O que é Educação Inclusiva”, “A deficiência dialogando com a arte”, “Psicologia e pessoas com deficiência”, “Caminhando em silêncio: uma introdução à trajetória das pessoas com deficiência na história do Brasil”, dentre outros.

Hoje Emílio é psicólogo, psicanalista, jornalista, professor universitário, autor de centenas de artigos científicos e de mais de 50 livros publicados. Nos últimos anos tem atendido inúmeros pais e familiares de crianças e jovens com deficiências que estão perdidos diante da política da Educação Inclusiva. E, graças aos êxitos desses atendimentos, ele escreveu CONVERSANDO SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA COM A FAMÍLIA (Ed. Agbook, 77 páginas). O livro foi escrito de forma descontraída como um bate-papo com o leitor e pode ser encontrado no formato impresso ou digital para ser lido em computadores, tablet ou smartphone.

Num misto de experiências próprias e conhecimentos profissionais, Figueira conta como nasceu a obra: “Muitos pais e mães de crianças com deficiências em fase de inclusão, sempre me procuram perdidos em busca de orientações. Algum tempo atrás, recebi em meu consultório uma jovem senhora. Confesso que o discurso dela me deixou muito encabelado. O tempo todo ela acusou a escola e os professores pelo fracasso de seu filho, mas em nenhum momento ela falou sobre a real deficiência de seu filho, diagnóstico e tratamento feito. Pelo contrário, ela demonstrava até certa resistência com relação a isto. Resolvi, então, escrever uma obra como forma clara e direta de orientação”.

É importante a participação dos pais no acompanhamento do tratamento e no processo educacional de seu filho, acentua Figueira: “A integração entre pais e profissionais é fundamental porque ninguém, além deles, conhece melhor o seu filho. São os pais que convivem 24 horas por dia e aglomeram informações valiosas para o aperfeiçoamento do processo. Esta colaboração traduz-se num incentivo muito grande aos profissionais, estimulando-os a lidar com estas crianças. Este entrosamento é primordial para que ambas as partes (pais e profissionais) encontrem a melhor maneira de tratamento para a educação criança. Esta, por sua vez, observando a união entre eles, vai se sentir melhor e terá maior confiança naqueles profissionais que a assistem”.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

A Educação Inclusiva avança no Brasil: Cursos, livros e palestras oferecem apoios na formação de professores


Publicado no Portal R7 - 11/08/2014

Otimista com o processo da Educação Inclusiva, o especialista na área e educador Emílio Figueira fala sobre o desenvolvimento e formação de professores na contribuição de uma educação para todos

Dados recentes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), mostram que no mundo, as pessoas com deficiência estão entre os grupos de maior risco de exclusão escolar. Segundo o último Censo Populacional (IBGE, 2010), o Brasil têm 45,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 23,9% da população. A maioria das crianças e adolescentes com deficiência já estuda em escolas regulares. Em 2013, 77% (648 mil) das matrículas de alunos com deficiência estavam em classes comuns.

É um número expressivo, mas que ainda gera muitas expectativas e desafios quando o assunto é Educação Inclusiva. “Sou bastante otimista com relação à ela. Fico muito bravo quando alguém diz que nada mudou com relação às pessoas com deficiência. Mudou sim, e para melhor”, diz professor e psicólogo educacional Emílio Figueira (44). “A Educação Inclusiva é uma delas. Claro, muita coisa precisa ser melhorada, aperfeiçoada. Temos relatos de casos que deram errados. Mas também temos muitos relatos de sucesso. Tudo é uma questão de processo. E processos precisam respeitar etapas. Assim como as questões que envolvem pessoas com deficiência são culturais, precisam de tempo para mudanças de mentalidades!”, conclui o educador.

Considerado uma referência em Educação Inclusiva no país, Figueira é autor de livros como “O que é Educação Inclusiva”, “Conversando sobre educação inclusiva com a família”, “A deficiência dialogando com a arte”, “Psicologia e pessoas com deficiência”, “Caminhando em silêncio: uma introdução à trajetória das pessoas com deficiência na história do Brasil”, dentre outros.

Para Figueira, sendo “um processo em que se amplia a participação de todos os estudantes nos estabelecimentos de ensino regular, a Educação Inclusiva é uma reestruturação da cultura, da prática e das políticas vivenciadas nas escolas de modo que estas respondam à diversidade de alunos. É uma abordagem humanística, democrática, que percebe o sujeito e suas singularidades, tendo como objetivos o crescimento, a satisfação pessoal e a inserção social de todos”.

Sua história é um misto de experiências próprias e atividades profissionais em prol de pessoas com deficiência. Figueira nasceu com uma deficiência motora, paralisia cerebral, que compromete a fala e movimentos. Muito cedo nos anos 70 foi para a AACD numa época onde a reabilitação ainda estava no início no Brasil. E isto fez toda a diferença em sua vida. Foram nove anos de muitas terapias e estímulos que renderam a sua autonomia. Graças ao tratamento e motivação que recebeu na AACD, mesmo tendo muitas coisas contra como uma sociedade ainda segregadora, optou por  estudar. Foi jornalista em vários meios de comunicação nos anos 80 e 90. Formou-se em psicologia e em teologia, fazendo em seguida cinco pós-graduações e um doutorado em psicanálise.  Hoje está concluindo doutorado em teologia,  exerce várias atividades, tem 49 livros e 88 artigos científicos publicados no Brasil e exterior, textos montados no teatro.

Em uma entrevista exclusiva, o professor observou: “A Educação Inclusiva atenta a diversidade inerente à espécie humana, busca perceber e atender as necessidades educativas especiais de todos os sujeitos-alunos, em salas de aulas comuns, em um sistema regular de ensino, de forma a promover a aprendizagem e o desenvolvimento pessoal de todos. Uma prática pedagógica coletiva, multifacetada, dinâmica e flexível requer mudanças significativas na estrutura e no funcionamento das escolas, na formação humana dos professores e nas relações família-escola, resultando em uma força transformadora, apontando para uma sociedade inclusiva”.

Curso e Palestras

Especializado e apaixonado pela modalidade da educação a distancia, Emilio Figueira está comemorando cinco anos ministrando cursos online de Educação Inclusiva. Nesse período teve como alunos em fase de graduação ou especialização, mestrandos, doutorandos, professores, diretores, pedagogos, psicólogos, psicopedagogos e pessoas em geral. O educador aborda em suas aulas as bases históricas, as legislações e conceitos básicos da Educação Inclusiva, as características de cada tipo de aluno com necessidades educacionais especiais e as dicas pedagógicas para cada um, elaborar as estratégias pedagogias e executá-las na elaboração e andamento de uma sala de aula inclusiva e serem agentes multiplicador do conceito e filosofia da Educação Inclusiva. Seu principal curso é de 180 horas e totalmente online pela UNICEAD, com certificado de aperfeiçoamento profissional aceito por várias escolas, concursos públicos e prefeituras como pontos e/ou plano de carreira de funcionários e educadores.

Superando suas próprias limitações, nos últimos quatro anos, Figueira tem viajado sempre sozinho por vários Estados brasileiros, cidades, ministrando palestras sobre “As pessoas com deficiência na era da inclusão escolar e social” em escolas, universidades, clubes, entidades, instituições, ao mais variado público. São mais de 38 palestras ministradas onde de maneira multimídia o autor fala um pouco da história das pessoas com deficiência no Brasil, os três momentos pedagógicos voltados aos educandos com necessidades educacionais especiais, a ansiedade no processo de Educação Inclusiva, o desenvolvimento global do aluno e os efeitos positivos das deficiências e pontos para uma boa Educação Inclusiva.  
Na palestra “Pessoas com Deficiência e Suas Interações no Mercado de Trabalho”, com uma abordagem um pouco diferente do convencional, Emílio Figueira destaca que uma inclusão no mercado de trabalho dependerá também de uma boa convivência no ambiente profissional. Se o empregador e funcionários com ou sem deficiência se atentar para esse detalhe, mais que as metas produtivas, as interações sociais serão experiências enriquecedoras para todos os envolvidos no ambiente. Surgirão as aprendizagens mútuas entre todos os envolvidos no processo.

MAIS INFORMAÇÕES:
Professor Emilio Figueira – www.emiliofigueira.com.br

UNICEAD – www.unicead.com.br

quinta-feira, 24 de abril de 2014

LIVROS SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM VÁRIOS FORMATOS

Uma novidade. Agora na Livraria Emílio Figueira você pode adquirir com preços acessíveis vários livros sobre EDUCAÇÃO INCLUSIVA deste autor nos formatos eBook (em PDF para ser lido no computador) e em ePub (para tablet e smartphone). Clique aqui e confira!

Lá você também encontra títulos dessa área no formato tradicional, impresso em papel, inclusive os livros O QUE É EDUCAÇÃO INCLUSIVA, CAMINHANDO EM SILÊNCIO e CONVERSANDO SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA COM A FAMÍLIA, com preços abaixo das outras livrarias e você ainda o recebe autografado e com dedicatória do autor!




sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

EU SEREI UM DOS PALESTRANTES NESTE CONGRESSO!



XV CONGRESSO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA - AEE
 
 Data: 28 a 30 de março de 2014
Local: Seminário Redentorista Santo Afonso - Aparecida do Norte – SP
Endereço: Rua Pé Claro Monteiro, 152, Aparecida - SP
Telefone :(12) 3105-2245 – falar com Lucia
 
Investimento: R$ 200,00 ATÉ 10/03, APÓS r$ 280,00
Hospedagem (pensão completa para os três dias):R$ 240,00
 
PROGRAMAÇÃO
 
28/03/2014 – Noite
20h às 21h30
Conferência – “A inclusão pelos caminhos do coração”
Conferencista – Profa Dra Maria Dolores Fortes Alves – PUC/SP
 
 29/03/2014 – Manhã
8h às 10h
Mini-cursos
 
10h30 às 12h30
Relatos de experiências dos municípios
 
RELATO 1
RELATO 2
 
 
 
 
12h30 às 13h30
 Almoço
 
 15/06/13 - Tarde
14h às 16h
Mini-cursos
 
16h às 16h30
Coffee break
 
16h30 às 18h30
Relatos de experiências dos municípios
RELATO 3
RELATO 4
 
Noite – Livre
 
30/03/2014 – Manhã
8h às 10h
Relatos de experiências dos municípios
RELATO 5
RELATO 6
 
10h às 10h45
Palestra – “Características dos educandos especiais e bases para elaboração de Projetos Pedagógicos Inclusivos”
Palestrante: Dr Emilio Figueira – Psicólogo, Psicanalista e Dramaturgo
 
10h45 às 11h45
Mesa Redonda – balanço das experiências apresentadas
Profissionais responsáveis: coordenação científica do evento
 
11h45h – 12h30 Danças circulares
Palestrante: Dr Eduardo Kopp – Psicólogo - PUCCAMP
 
12h30 – Encerramento e entrega de certificados
 
12h às 13h - Entrega de certificados
 
TEMAS DOS MINI-CURSOS
 
“A gestão do Atendimento Educacional Especializado e suas implicações no cotidiano escolar” -
 
"A Construção de adaptações pedagógicas para alunos com Transtorno Global do Desenvolvimento - currículo, organização de recursos e registros do processo"
 
"Aspectos significativos do atendimento educacional especializado, em atenção à pessoa com surdez” -
 
"Deficiência Intelectual - Adaptações Curriculares e Registros (PDI)" -
 
“Recursos da Tecnologia Assistiva para a inclusão digital de alunos com deficiência e TGD” –
 
“Educação física adaptada”
 
“Grafia Braille – “A Visão dos Dedos”
 
INSCRIÇÕES POR EMAIL ivanilde@adidatica.com.br
 
INFORMAÇÕES: (19) 36714595
(19) 988534293